English
Divisão de Engenharia de Linhas de Luz

Em uma fonte de luz síncrotron, as linhas de luz são as estações experimentais onde os materiais são propriamente analisados. Elas são como microscópios complexos que condicionam e focalizam a radiação síncrotron, para que as amostras dos materiais em estudo sejam iluminadas permitindo a observação de seus aspectos microscópicos, como aqueles descritos no programa científico das Divisões de Matéria Heterogênea e Hierárquica, Matéria Mole e Biológica, e Matéria Condensada e Ciência dos Materiais.

De forma geral, as linhas de luz são compostas por quatro elementos principais: (1) fonte de radiação, que pode ser um ondulador ou mesmo um dipolo da rede magnética do acelerador síncrotron; (2) o front-end, que faz a transição segura, monitoramento e condicionamento de diversos aspectos da propagação do feixe de fótons entre o anel de armazenamento e a linha de luz; (3) os elementos óticos responsáveis pela focalização e filtragem da faixa espectral de interesse; (4) as estações experimentais (com sistemas de posicionamento de todos seus detectores e porta-amostras).

Todos esses sistemas são posicionados e controlados remotamente por sistemas mecatrônicos de alta precisão e acondicionados em cabanas de proteção radiológicas servidas com toda infraestrutura de utilidades, controles e sistemas de proteção necessários para realização de experimentos complexos de interação da radiação eletromagnética com a matéria.

As equipes da Divisão de Engenharia das Linhas de Luz são responsáveis pelo projeto, construção e manutenção dos componentes das linhas de luz, do front-end aos componentes opto-mecânicos e infraestrutura das estações experimentais do Sirius, em colaboração com diversas empresas brasileiras, para trazer o estado da arte para a tecnologia de luz síncrotron.

GRUPOS DA DIVISÃO

Coordenação

Lucas Sanfelici
Chefe de Divisão
+55 19 3512 1153
lucas.sanfelici@lnls.br

Equipe

Graziela P. Esteves
Analista de Desenvolvimento Tecnológico
Leonardo Wu
Especialista