English
Aceleradores

Sirius é uma das fontes de luz síncrotron mais avançadas do mundo. Este grande equipamento científico possui em seu núcleo aceleradores de partículas de última geração, capazes de produzir e controlar o movimento de elétrons em velocidades próximas à velocidade da luz, que geram um tipo de luz especial, a luz síncrotron, capaz de revelar a microestrutura de materiais orgânicos e inorgânicos. Ficou curioso? Clique Aqui para saber mais!

A fonte de luz síncrotron Sirius é composta por um anel de armazenamento 3 GeV e 518 metros com uma rede magnética 5BA de 20 células, projetada para atingir uma emitância de 0,25 nm rad, fazendo do Sirius uma das fontes de luz síncrotron mais brilhantes do mundo. Durante 2020, o tempo de operação da fonte de luz foi dividido entre o comissionamento da máquina, ainda em andamento, e o comissionamento das linhas de luz com feixe de elétrons armazenado de 40 mA, no modo de decaimento. Quando as cavidades de RF condutoras normais atualmente em uso forem substituidas pelas cavidades de RF supercondutoras, a máquina funcionará com 350 mA, no modo top-up.

Abaixo são apresentadas informações técnicas sobre os aceleradores de elétrons que compõem a fonte de luz síncrotron Sirius.

STATUS E CALENDÁRIO DE OPERAÇÃO DOS ACELERADORES

Confira abaixo o status atual e calendário de operação da fonte de luz síncrotron Sirius.

PARÂMETROS DOS ACELERADORES

Para produzir luz síncrotron é necessário o uso de aceleradores de partículas capazes de produzir e controlar o movimento de elétrons de alta energia em velocidades próximas à velocidade da luz. Uma fonte de luz síncrotron é composta por dois conjuntos principais de aceleradores de partículas: um Sistema Injetor e um Anel de Armazenamento.

Os principais parâmetros desses sistemas podem ser consultados abaixo.

SUBSISTEMAS DOS ACELERADORES

O acondicionamento do feixe de elétrons nos aceleradores exige uma câmara de ultra-alto vácuo que delimita a região em que transitam os elétrons, cavidades de radiofrequência utilizadas para repor a energia perdida pelos elétrons na forma de radiação, e um conjunto de sistemas auxiliares que permitem que o acelerador de partículas funcione como um todo.

Os principais subsistemas que compõem os aceleradores de uma fonte de luz síncrotron estão descritos abaixo.