Laboratório Nacional
de Luz Síncrotron

English

NOTÍCIAS

VOLTAR

 

 

Oxigênio e a Degradação do Fósforo Negro

Semicondutores são uma classe de materiais essenciais para a indústria eletrônica. Eles possuem propriedades intermediárias entre condutores e isolantes, que podem ser modificadas pela dopagem com diferentes elementos químicos ou pela aplicação de campos elétricos ou luz.

O fósforo negro é uma forma estável de fósforo cuja estrutura cristalina é composta pelo empilhamento de camadas finas bidimensionais, com apenas um átomo de espessura. Este material possui grande potencial para ser usado em dispositivos eletrônicos na escala nanométrica devido a suas propriedades semicondutoras, que podem ser ajustadas de acordo com a necessidade a partir do número de camadas atômicas.

LEIA MAIS

Novos Catalisadores para a Produção de Hidrogênio

O gás hidrogênio ($\rm H_2$) é uma das melhoras alternativas aos combustíveis fósseis já que sua combustão tem como produto final apenas vapor de água. No entanto, diversos desafios tecnológicos ainda precisam ser superados para que seu uso seja economicamente viável.

Uma das formas de se produzir o hidrogênio é a partir da quebra de moléculas de água $\rm H_2O$, com formação de moléculas de $\rm H_2$. A principal reação nesse processo é a Reação de Evolução do Hidrogênio (HER, na sigla em inglês) em que os prótons em um meio ácido são reduzidos e formam gás hidrogênio por elétrons passados através de catalisadores.

LEIA MAIS

Aprimorando o Tratamento de Efluentes Industriais

Corantes sintéticos são utilizados constantemente nas mais diversas industrias, da têxtil à cosmética. Tanto a produção quanto utilização dessas substâncias podem levar a problemas ambientais caso não sejam devidamente degradados ou removidos dos efluentes industriais. Para isso, vários processos físicos, químicos ou biológicos podem ser utilizados. Dentre eles, os processos de adsorção combinam baixo custo e altas taxas de remoção.

LEIA MAIS

Chamado de submissão de propostas para as linhas de luz do LNLS

Período de submissão: 1° a 30 de setembro de 2017.

Tempo de Feixe: Primeiro Semestre de 2018.

As propostas de pesquisa são enviadas através do portal SAU Online.

LEIA MAIS

Aprimorando o Armazenamento de Hidrogênio

A busca por fontes de energia limpa, renovável e barata tem se intensificado nos últimos anos com o crescente consenso de que a elevação na temperatura média do planeta, e a consequente intensificação de episódios climáticos extremos, é causada pela ação humana.

O gás hidrogênio ($\rm H_2$) é uma das melhoras alternativas aos combustíveis fósseis já que sua combustão tem como produto final apenas vapor de água. No entanto, a viabilidade econômica da produção, armazenamento e distribuição de hidrogênio para geração de energia ainda exige a superação de diversos desafios tecnológicos.

LEIA MAIS

Inscrições abertas para a 6ª Escola de SAXS

 A 6ª Escola de SAXS será realizada de 17 a 20 de outubro de 2017 no Laboratório Nacional de Luz Sincrotron e destina-se a estudantes de pós-graduação e cientistas em início de carreira.O principal objetivo da escola é proporcionar a jovens cientistas que desenvolvem suas pesquisas em áreas relacionadas à Biologia, Ciências Físicas, Ciências de Materiais e Química, uma oportunidade de contato teórico e experimental com a técnica de Espalhamento de Raios X a Baixos Ângulos (SAXS, na sigla em inglês).O curso oferecerá uma visão geral da teoria de SAXS, ferramentas de tratamento e análise de dados, bem como técnicas de modelagem. Ele incluirá tutoriais e experiências práticas nas instalações de SAXS do LNLS.As inscrições serão recebidas até o dia 11 de setembro de 2017, através do site.

LEIA MAIS

1ª EBS prepara pesquisadores no uso de técnicas com síncrotron em múltiplas áreas de pesquisa

A primeira edição da Escola Brasileira de Síncrotron: Fundamentos e Aplicações foi realizada pelo Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS) entre os dias 10 e 21 de julho de 2017, no campus do Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM), em Campinas. O evento contou com a participação de 95 alunos, sendo 91 brasileiros e 4 estrangeiros. A Escola, voltada para a capacitação na área de técnicas de luz síncrotron, recebeu desde graduandos a docentes e profissionais de diversas áreas de pesquisa e atuação.

LEIA MAIS

Ciência Aberta no CNPEM comemora 30 anos do LNLS

No último sábado, 1º de julho, o Centro Nacional de Pesquisa em Energia e Materiais (CNPEM) abriu suas portas em mais uma edição do evento Ciência Aberta. Este ano o evento celebrou os 30 anos do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron com visitas guiadas pelos quatro Laboratórios Nacionais para que o público pudesse conhecer bem de perto as pesquisas e áreas de atuação do Centro.

LEIA MAIS

Aumentando a estabilidade de Lactase para aplicações industriais

A lactose é o principal carboidrato presente no leite. Para ser digerida e absorvida pelo organismo, ela precisa ser quebrada em seus constituintes: glicose e galactose. A quebra é catalisada por uma enzima chamada lactase, produzida especialmente para a digestão do leite materno no intestino delgado de mamíferos jovens.

A produção desta enzima diminui com o passar do tempo, tornando o organismo progressivamente incapaz de digerir a lactose. Assim, apesar do hábito social de se consumir leite de outros animais e seus derivados após a infância, cerca de 65% da população mundial apresenta algum grau de intolerância à lactose.

LEIA MAIS

Efeitos Eletrônicos na Oxidação do Etanol

Em motores à combustão interna, diversas substâncias tóxicas – como $\rm CO$, $\rm NO_2$ – são produzidas devido à quebra incompleta dos combustíveis. Ao diminuir a energia de ativação necessária para que a combustão completa aconteça, catalisadores auxiliam na quebra desses produtos em gases menos tóxicos – como gás carbônico ($\rm CO_2$), metano ($\rm CH_4$).

Ainda assim, $\rm CO_2$ e $\rm CH_4$ produzidos principalmente por ação humana são atualmente considerados os responsáveis pela elevação na temperatura média do planeta, que leva à intensificação de episódios climáticos extremos. Dessa forma, tem se intensificado a busca por fontes de energia mais eficientes que possam reduzir significativamente ou mesmo anular a emissão desses gases.

LEIA MAIS

SALA DE IMPRENSA